Últimos assuntos
» Ficha para Parceria
Ter Mar 29, 2016 4:23 am por Pawafuro Nara

» Testes de graficos e templates
Ter Jan 19, 2016 9:02 pm por Loola Klein Bäumler

» Dúvidas
Ter Jan 12, 2016 12:49 am por Annabeth Heaven

» Sistema de Julgamentos
Qua Dez 30, 2015 9:29 pm por The Mirror of Erised

» Flood
Qua Dez 30, 2015 5:19 pm por Hogwarts Castle

» Pega, Namora ou Passa
Qui Nov 12, 2015 9:33 pm por Dafne P. Malkovich

» Biblioteca
Sex Out 23, 2015 2:34 pm por Flora Bennett

» [1º Ano] Poções - 1ª aula
Qua Out 21, 2015 8:17 pm por Isabelle Donati

» Gabinete - Chefe de Departamento
Ter Out 20, 2015 11:56 am por Rhage Drakunov

» Ala Hospital
Ter Out 20, 2015 11:50 am por Sofia Redbird

» Gabinete - Chefe de Departamento
Qui Out 15, 2015 3:43 pm por Theodor Wolves

» Corredor da Tapeçaria
Qua Out 14, 2015 4:42 pm por William Hunter

» Sala Precisa
Ter Out 13, 2015 12:37 am por Jessebelle Styne Müller

» Aviso de Ausências
Sab Out 10, 2015 5:32 pm por Time Turner

» [1º Aula] 5º Ano
Sab Out 10, 2015 12:40 pm por Sofia Redbird

»  [5º Ano] Poções - 1ª aula
Sab Out 10, 2015 12:30 pm por Sofia Redbird

» Imagens/Gif's Engraçadas
Sex Out 09, 2015 9:38 pm por Dylan Blake

» [Todos Os Anos] Aula I - Tecnologia trouxa
Sex Out 09, 2015 12:38 am por Josh Styne Müller

» [5º Ano] DCAT - 1ª Aula
Qui Out 08, 2015 11:02 pm por Josh Styne Müller

» Gabinete - Chefe de Departamento
Qui Out 08, 2015 8:41 pm por Thomas Styne Müller

» Sala Vazia
Qua Out 07, 2015 2:49 am por Lavínia Parker Malkovich

» Estação Hogsmeade
Sab Out 03, 2015 9:09 pm por Melanie Corleone Lafont

» [4º e 5º Ano]Vôo - 1ª Aula
Sex Out 02, 2015 4:46 pm por William Gottschalk

» Cabine 003
Sex Out 02, 2015 3:45 am por Isabelle Donati

» [Cannons ]Personagens da Saga
Qui Out 01, 2015 11:43 am por Hogwarts Castle

» Cabine 002
Qua Set 30, 2015 11:47 pm por Josh Styne Müller

» Cabine 004
Qua Set 30, 2015 10:17 am por Melanie Corleone Lafont

» [FP] James Sirius Potter
Ter Set 29, 2015 3:59 pm por Hogwarts Castle

» [FP] Victor Styne Müller
Ter Set 29, 2015 3:58 pm por Hogwarts Castle

» FP- Alicia Parker
Ter Set 29, 2015 3:57 pm por Hogwarts Castle

» [FP] Silver Stroup
Ter Set 29, 2015 3:53 pm por Hogwarts Castle

» [F.P] - Ulysses Rolstroy
Ter Set 29, 2015 3:51 pm por Hogwarts Castle

» Fiscalização de Cargos
Seg Set 28, 2015 4:01 pm por Silver Stroup

» Varanda do Quarto Andar
Dom Set 27, 2015 6:21 am por Katherine Baker

» Cela Subterrânea de segurança máxima #1
Sab Set 26, 2015 3:16 am por Mia G. Turner

» Sala da Morte
Sex Set 25, 2015 4:12 pm por Thalia Klein Bäumler

» [FP] Katherine Baker (Loading...)
Sex Set 25, 2015 2:03 am por Katherine Baker

» [3º Ano] Vôo - 1ª Aula
Qua Set 23, 2015 6:59 pm por William Gottschalk

» Consultório
Seg Set 21, 2015 8:38 pm por Alicia Parker

» Sala de Reuniões
Seg Set 21, 2015 6:42 pm por Pandora Domaschesky

» Atualização do Perfil Bruxo
Seg Set 21, 2015 12:07 pm por Time Turner

» Cama ou Lama
Dom Set 20, 2015 6:05 pm por Nyx LeRoux

» Jogo policial
Dom Set 20, 2015 6:04 pm por Nyx LeRoux

» Feitiços - 1° ano
Sab Set 19, 2015 2:32 am por Thomas Miller

» [1º Ano] DCAT - 1ª aula
Sab Set 19, 2015 2:19 am por James S. Potter

» Atualização de Nome
Sex Set 18, 2015 9:02 pm por Time Turner

» Consultório I
Sex Set 18, 2015 7:08 pm por Alicia Parker

» Plataforma Nove e Três Quartos
Sex Set 18, 2015 6:42 pm por Henry Matthew Dallas

» Sala de Reuniões
Sex Set 18, 2015 4:06 pm por Mia G. Turner

» Sala de Internamento
Qui Set 17, 2015 9:49 pm por Jonathan Crandchamp


Gabinete - Chefe de Departamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gabinete - Chefe de Departamento

Mensagem por Hogwarts Castle em Dom Jan 11, 2015 6:59 pm




Gabinete - Chefe de Departamento




Como todos os gabinetes, este também possui uma placa de identificação na porta com o nome do ocupante do cargo e abaixo, com a caligrafia à mão, está escrito "Chefe do Departamento de Cooperação Internacional em Magia". Após passar pela porta de entrada, você encontrará duas prateleira, uma de cada lado da sala, cheias de livros e documentações que são necessárias para exercer o cargo. No final da sala, encontra-se uma mesa de mogno brilhante, não tão grande, mas o necessário para este trabalhar.





avatar
Sobre mim

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário http://protegohorribilis-hp.forumeiros.com
Administração

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gabinete - Chefe de Departamento

Mensagem por Margot A. Wolves em Qui Set 24, 2015 7:17 pm


A Atriz

Os olhos, sempre tão límpidos e belos, pareciam agora leitosos e quase escurecidos. Céus, há quanto tempo aquela mulher não dormia? As olheiras já pareciam até uma característica física permanente. Os lábios rachados, a pele sem cor... O quão mal poderia estar a não mais tão jovem Wolves? Por fora a muralha apenas se erguia e criava forma, mas por dentro aos poucos tudo desmoronava.  

Sinto-me no papel de avisar-lhe que nem sempre fora assim. Outrora fora ela, antes de grande bruxa, ministerial e devoradora, apenas uma simples criança. Fora boa, feliz e singela... Mas o homem, dominado e aconselhado ao mal caminho, acaba tendendo ao erro, tornando-se fruto do meio... Ainda que superior aos trouxa, Margot Alexander Wolves não era assim tão diferente.

Maldita família! Malditos costumes! Que queime Yerek Wolves no fogo árduo do inferno! Criara a filha não como criança, mas como comensal. Criara o sengue de seu sangue para servir as trevas, moldando-lhe a personalidade como que brinca de massinha. Céus, se soubesse o pai o que causara à própria filha...  

Indiferente ao bem comum, intocada pelos sentimentos normais, a ministerial desconhecia o sentido da palavra arrependimento verdadeiro tanto quanto menosprezava os sinônimos de felicidade. Vivia para e pelo o que fazia. Não sentia qualquer vontade do contato humano ou da humanidade em si. Sobreviva, melhor dizendo. Sobrevivia dia após dia em sua casca boçal... Isso, obviamente, enquanto seu pai vivera.

Com a morte do velho as certezas tornaram-se incertas. Tudo o que fora controlada a fazer deixara de ser rígido e passou a ser opcional. O maior dos gênios, quando tirado da abstinência social, se perde na confusão da estrutura social. Perdeu-se, Marg, com facilidade. Confundiam-se pensamentos, atingiam-lhe os sentimentos na tentativa de ativar-lhe o lado metafísico... Porém tudo o que faziam era apenas confundi-la mais. O medo, a raiva e a falta de conhecimento tornaram-se fatais. Passou então à fugir de tudo o que não tinha certeza, escondendo-se atrás de sua máscara obscura de frieza e força, empurrando goela à baixo tudo o que poderia ser considerado tóxico para aquela costumeira rotina de dar e receber ódio. Como não podia deixar de ser, o corpo logo se manifestou.  

A insônia veio primeiro, seguida pela ausência de fome e uma arrogância maior do que o comum. Curava-se com a certeza de que outros estavam por, com a promessa de que estava muito acima dos bruxos mestiços e das famílias que se familiarizavam com tal laia. Dedicou-se de corpo e alma às artes das trevas, fazendo como o pai a montara para fazer. Um robô sem alma, com um coração de metal que apenas servia para suas funções mais primitivas. Batia, batia, batia, bombeando o sangue para os demais órgãos, porém não fazia nada mais.

Maldita família! Horrendo sangue!


A batida na porta foi o suficiente para tira-la do estado 'ausente' em que se encontrava. Esfregou bem os olhos com as costas da mão, levantando-se imediatamente com a destreza e agilidade que lhe eram de costume. Ali, atrás da mesa de mogno polido, sabia bem quem deveria ser. Não importava quem era ou oque queria. Naquele momento simplesmente interpretava uma ministerial com renome no mundo bruxo.

Os olhos pareceram ganhar mais cor, a face alguma expressão. Não abriu mais do que o sorriso de canto que brincava na borda de seus lábios numa felicidade que não era sua. A certeza do que tinha que fazer, do que precisava parecer naquele instante, quase era o suficiente para aquietar-lhe o coração.  

"Estou tabalhando..." - Disse a si mesma em um silêncio completo. "Etou trabalhando e amo o que faço. Sou a melhor, sem dúvidas! Sou de grande importância ao ministério e por saber disso faço-me de ocupada." - Completou em seu roteiro programado, ajeitando a roupa abarrotada e organizando cuidadosamente os livros que dispunha sobre a madeira. Aprendera desde cedo que um atraso casual era sempre bom e necessário. Passava a impressão de que o chefe realmente fazia alguma coisa.
- Entre. - Indicou por fim. O tom calmo, a voz serena e sem emoção.  

A secretária entrou com os papeis, após um baixo pedido por 'licença', aproximando-se com passos rápidos em direção a chefe. Os olhos avaliavam o gabinete, a postura firme, ainda que nem perto de orgulhosa, mostrava que sua função não era assim tão desprezível.
- Enviaram da Espanha. - Disse simplesmente, esperando ser dispensada para poder sair.

A morena concordou em um gesto de cabeça, replicando um 'obrigada' baixo antes de interromper a saída da funcionária, solicitando um copo de café forte e sem açúcar. Passou ali o resto da tarde, avaliando a papelada com uma pena na mão e um carimbo vermelho com seu nome ao lado. Ali estavam os relatórios dos representantes ingleses na embaixada espanhola, que deveriam ser lidos, avaliados e aprovados antes de o salário do embaixador ser entregue.  

Não era algo exatamente agradável de se fazer... Mas, sem dúvida alguma, Margot Alexander Wolves era uma ótima e dedicada atriz.

   

avatar
Sobre mim
Nome Completo : Margot Alexander Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Chefe de Departamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gabinete - Chefe de Departamento

Mensagem por Theodor Wolves em Dom Out 04, 2015 4:58 am

Yeah he found a six shooter gun
In his dad's closet in a box of fun things
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet

Havia passado apenas dois dias após o terrível incidente em Azkabam, Mia continuava desaparecida o que preocupava bastante, mas nada conseguia conter o ódio que pulsava em minhas veias.
Venci os corredores do ministério da magia, porém dessa vez não fui ao meu gabinete como de costume tratei de fazer uma visitinha a minha irmã. Bati três vezes na porta do escritório e por fim gritei – ALOHOMORA! – invadi o salão sem ao menos uma ordem – Olá Marg, quanto tempo não?! – sorri o mais sarcástico possível, provavelmente ficara surpresa com minha visita repentina – Que foi irmã, não está feliz em me ver? – fechei a porta assim como meu sorriso.

Caminhei até a mesa da mulher e pousei minhas mãos no móvel com tanta força que o som ecoou pelo salão – O que você fez? O que você fez a Mia? – encarei minha irmã com estrema ira – Ora não se passe por cínica e não me venha com seus joguinhos, Mia seria incapaz de fazer mal a uma mosca, vocês a corromperam, você mandou ela se entregar... Por que motivo? – gritei alterado.

- Qual o seu plano Margot Wolves? Sabia que alguém a tirou da prisão, sim um sequestro, plano seu, maninha? – vaguei pela sala tomando cuidado para que a irmã não tomasse nenhuma previdência. – Sabe o que mais me irrita?! É o fato de a garota achar que você fez isso pelo bem dela, mas nós sabemos muito bem que você só faz o que é benéfico a seus propósitos, você é uma víbora, Margot, uma víbora! – sentei em sua frente, minha respiração estava descompassada e ofegante.


Thanks Tess


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Theodor Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Presidente do STB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gabinete - Chefe de Departamento

Mensagem por Margot A. Wolves em Seg Out 05, 2015 8:47 pm


Família?

Os olhos da morena seguiam fixos na papelada sobre a mesa de mogno, a face inexpressiva de quem muito pouco se interessava pelo assunto. Sua mente estava longe, perdida em vertigens diversas e questões muito distantes da realidade... Pensava até, com uma ínfima e insignificante parte de seu ser, se algum dia faria algo apenas por gostar de fazer, se não ficaria para sempre presa em uma vida medíocre no ministério -apesar do ganho e reputação vantajosos- e agindo por baixo dos panos quando a lady bem ordenava. Não estava muito mais evoluída que um bom cão de caça. Era poderosa, habilidosa e boa no que fazia... Mas o que fazia era simplesmente buscar os patos que o dono lhe apontava. Precisava mudar aquela situação. Precisava ganhar a confiança mínima da comandante comensal e ser responsável pelas próprias coisas. Já estava cansada de viver à sombra de Yerek, cansada de não saber o que realmente queria ou pensava. Precisava.... As batidas na porta a tiraram do transe. Três. Três exatas batidas.

Enquanto se levantava, ajeitando a roupa casualmente, mentalizava o sermão que daria na assistente pela impaciência e falta de cordialidade. Quem era ela para bater três vezes? Bufou, impaciente, apoiando as mãos na mesa para usar o corpo no intuito de empurrar a cadeira de madeira para trás, quando a porta abriu-se em solavanco.

"Mas que merd..." - O xingamento, fruto da surpresa pela ação da subordinada, sumiu com a mesma velocidade em que veio. Ao contrário do que imaginava a morena, não era a secretaria que abria sua porta, mas sim alguém muito mais desagradável.

Sentou-se novamente, o olhar frio, a aura impassível. Como sequer ousava entrar daquela maneira em seu escritório? Em que tipo de alucinação se encontrava o irmão para achar-se com qualquer poder nos domínios de Margot?
- Theodor, querido, entre... - O sarcasmo contornava delicadamente cada palavra sem sal. Nem mesmo o 'querido' carregava qualquer tipo de afeição. Onde aquele homem estava com a cabeça? - Feliz? - Repetiu, incrédula depois de alguns segundos tentando assimilar as palavras. Uma risada maldosa e irônica atravessava-lhe os lábios. - Ah, meu irmão... Dos diversos sentimentos que me traz, felicidade é uma palavra extremamente fraca. - Comentou, o falso carisma evidente em sua voz. Por mais que quisesse expulsa-lo, a porta aberta a obrigava a manter as aparências. Tão boa mulher, tão boa chefe de departamento... Como seria desagradável se soubessem quem ela realmente era... Felizmente, até mesmo Theodor Wolves, com toda a sua idiotice habitual, entendia a seriedade da questão.

Logo a passagem foi cerrada e os encantamentos de sigilo na sala foram automaticamente ativados. Ali poderiam conversar o que quisessem... Então as mascaras rapidamente caíram. No rosto do mais novo nem sinal de sorriso, no da mais velha apenas um olhar supérfluo e indecifrável. Nada no mundo poderia justificar a presença daquele rapaz ali... Nada no mundo seria capaz de justificar a invasão... Mas Marg esperava no mínimo uma boa desculpa, o que na verdade não aconteceu.

Na verdade, a irritação crescente em seu peito só fez aumentar assim que o outro abriu a boca com acusações idiotas e descartáveis. Como sempre, Theodor havia colocado o cérebro para funcionar... E como não poderia deixar de ser, apenas conclusões erradas haviam sido alcançadas. O homem da caçula como se Marg fosse fazer algo ruim a ela. Falava como se quisesse protege-la. Sempre tão ingênuo... Sempre tão idiota... Ainda não havia percebido que a única salvação eram as trevas, que nenhum outro lugar do universo bruxo era seguro... Achava-se tão esperto, tão correto e protetor...

Ainda que com o sangue borbulhando, a ministrial se sentou na cadeira que lhe pertencia. Tentou prestar atenção na sensação confortável dos finos fios de veludo que tocavam-lhe as coxas onde o vestido findava, na vibração sob seus pés sempre que alguém corria nos corredores e salas ao lado... Tentou atentar-e a tudo... Tudo o que não fosse o retardado do irmão... Mas óbvio que falhou.

Em dado momento, acompanhando o outro que agora vagava pela sala, ela finalmente deu-se ao trabalho de responder. Parecia algo simples, algo que iria fazê-lo sair ou pelo menos perder o foco... Mas provou-se um erro tremendo. Assim que as palavras "Foi você que escolheu não partilhar os assuntos familiares, isso não é assunto seu" atravessaram seus lábios, pôde sentir a mudança física e comportamental do irmão... Mas não era com aquilo que se preocupava.

Não se importava se o Wolves havia gostado ou não da resposta, não se interessava pelos sentimentos ou ações daquele que dizia ser de sua família. Nem mesmo fazia questão de fingir se preocupar com ele, mas vê-lo insinuar que ela só havia feito tudo o que fez por Mia foi, basicamente, um golpe na costela. Eriçou-se dos pés à cabeça, as mãos levadas aos braços da cadeira agora os apertavam como se pretendessem parti-los, a mente pulsava em ritmo frenético e destruidor. Aquele era seu erro. Perder as estribeiras no trabalho era inaceitável.

Aceitou cada palavra como se tudo não passasse de um discurso bonito, o olhar colorido com o vermelho do sangue que acelerava por suas veias. Seu maior desejo, naquele instante, era sacar a varinha e ensinar o mais novo a ter bons modos... Seu maior desejo era ensina-lo como Yerek havia ensinado-lhe as lições de respeito. Os dentes cerrados demonstravam isso. Os músculos retesados demonstravam isso. Cada minúscula molécula de seu ser demonstrava isso... Mas como um todo, ela sabia que não poderia.

Soltou o ar em lufadas controladas e finamente inexpressivas, os olhos vazios e vagos ainda que o corpo todo exalasse ódio. Precisava tanto manter a calma.... Precisava tanto ser a comensal que o pai a mostrara como ser....
Aguardou paciente até que o homem terminasse de falar, não se manifestando ao vê-lo sentar-se na cadeira frente a sua. Apenas um leve franzir de lábios demonstravam a indignação... Mas sumiu rápido.

Levantou-se com uma tranquilidade que não lhe pertencia, a voz forçadamente calma e contornada por uma dose clara de ameaça. Que Morgana a ajudasse a ser forte e se privar das próprias necessidades.
- Saia do meu escritório, Theodor. Saia imediatamente ou juro que não lhe darei outra chance. - O aviso não passava de um sussurro rouco. - Se estiver aqui quando eu voltar, juro por Merlin que terá inveja dos anos que nossa irmã passou em Azkaban. - Completou, os olhos fixos no homem mesmo quando empunhava a varinha, aparatando dali em um movimento rápido.

Precisava esfriar a cabeça. Precisava matar.

   

avatar
Sobre mim
Nome Completo : Margot Alexander Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Chefe de Departamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gabinete - Chefe de Departamento

Mensagem por Theodor Wolves em Qui Out 15, 2015 3:43 pm

Yeah he found a six shooter gun
In his dad's closet in a box of fun things
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet

- Droga! – levantei da cadeira enquanto socava a mesa. Margot me dava nos nervos, àquela ameaça ridícula sem fundamento era só uma maneira de me evitar, de esconder toda a verdade de mim.

Antes de evaporar, pude ver seu olhar, um olhar maldito, sádico, cruel... Temia o que ela podia fazer naquele estado, mas meu maior medo era não saber se ela estava ou não envolvida na fuga de minha irmã, não havia pistas, embora meu amago a culpasse, a culpasse por tudo de ruim que já havia acontecido. Ela não passava de um espelho do progenitor Wolves.

Caminhei até a porta de seu escritório um tanto revoltado, mas bastou que eu a atravessasse para mudar meu semblante, eu ainda era o presidente do supremo tribunal e precisava me comportar condizente com o cargo, um sorriso estático se formou em meu rosto e por fim segui até meu escritório.
 

Thanks Tess


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Theodor Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Presidente do STB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gabinete - Chefe de Departamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Sobre mim
Para mais informações
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum