Últimos assuntos
» Ficha para Parceria
Ter Mar 29, 2016 4:23 am por Pawafuro Nara

» Testes de graficos e templates
Ter Jan 19, 2016 9:02 pm por Loola Klein Bäumler

» Dúvidas
Ter Jan 12, 2016 12:49 am por Annabeth Heaven

» Sistema de Julgamentos
Qua Dez 30, 2015 9:29 pm por The Mirror of Erised

» Flood
Qua Dez 30, 2015 5:19 pm por Hogwarts Castle

» Pega, Namora ou Passa
Qui Nov 12, 2015 9:33 pm por Dafne P. Malkovich

» Biblioteca
Sex Out 23, 2015 2:34 pm por Flora Bennett

» [1º Ano] Poções - 1ª aula
Qua Out 21, 2015 8:17 pm por Isabelle Donati

» Gabinete - Chefe de Departamento
Ter Out 20, 2015 11:56 am por Rhage Drakunov

» Ala Hospital
Ter Out 20, 2015 11:50 am por Sofia Redbird

» Gabinete - Chefe de Departamento
Qui Out 15, 2015 3:43 pm por Theodor Wolves

» Corredor da Tapeçaria
Qua Out 14, 2015 4:42 pm por William Hunter

» Sala Precisa
Ter Out 13, 2015 12:37 am por Jessebelle Styne Müller

» Aviso de Ausências
Sab Out 10, 2015 5:32 pm por Time Turner

» [1º Aula] 5º Ano
Sab Out 10, 2015 12:40 pm por Sofia Redbird

»  [5º Ano] Poções - 1ª aula
Sab Out 10, 2015 12:30 pm por Sofia Redbird

» Imagens/Gif's Engraçadas
Sex Out 09, 2015 9:38 pm por Dylan Blake

» [Todos Os Anos] Aula I - Tecnologia trouxa
Sex Out 09, 2015 12:38 am por Josh Styne Müller

» [5º Ano] DCAT - 1ª Aula
Qui Out 08, 2015 11:02 pm por Josh Styne Müller

» Gabinete - Chefe de Departamento
Qui Out 08, 2015 8:41 pm por Thomas Styne Müller

» Sala Vazia
Qua Out 07, 2015 2:49 am por Lavínia Parker Malkovich

» Estação Hogsmeade
Sab Out 03, 2015 9:09 pm por Melanie Corleone Lafont

» [4º e 5º Ano]Vôo - 1ª Aula
Sex Out 02, 2015 4:46 pm por William Gottschalk

» Cabine 003
Sex Out 02, 2015 3:45 am por Isabelle Donati

» [Cannons ]Personagens da Saga
Qui Out 01, 2015 11:43 am por Hogwarts Castle

» Cabine 002
Qua Set 30, 2015 11:47 pm por Josh Styne Müller

» Cabine 004
Qua Set 30, 2015 10:17 am por Melanie Corleone Lafont

» [FP] James Sirius Potter
Ter Set 29, 2015 3:59 pm por Hogwarts Castle

» [FP] Victor Styne Müller
Ter Set 29, 2015 3:58 pm por Hogwarts Castle

» FP- Alicia Parker
Ter Set 29, 2015 3:57 pm por Hogwarts Castle

» [FP] Silver Stroup
Ter Set 29, 2015 3:53 pm por Hogwarts Castle

» [F.P] - Ulysses Rolstroy
Ter Set 29, 2015 3:51 pm por Hogwarts Castle

» Fiscalização de Cargos
Seg Set 28, 2015 4:01 pm por Silver Stroup

» Varanda do Quarto Andar
Dom Set 27, 2015 6:21 am por Katherine Baker

» Cela Subterrânea de segurança máxima #1
Sab Set 26, 2015 3:16 am por Mia G. Turner

» Sala da Morte
Sex Set 25, 2015 4:12 pm por Thalia Klein Bäumler

» [FP] Katherine Baker (Loading...)
Sex Set 25, 2015 2:03 am por Katherine Baker

» [3º Ano] Vôo - 1ª Aula
Qua Set 23, 2015 6:59 pm por William Gottschalk

» Consultório
Seg Set 21, 2015 8:38 pm por Alicia Parker

» Sala de Reuniões
Seg Set 21, 2015 6:42 pm por Pandora Domaschesky

» Atualização do Perfil Bruxo
Seg Set 21, 2015 12:07 pm por Time Turner

» Cama ou Lama
Dom Set 20, 2015 6:05 pm por Nyx LeRoux

» Jogo policial
Dom Set 20, 2015 6:04 pm por Nyx LeRoux

» Feitiços - 1° ano
Sab Set 19, 2015 2:32 am por Thomas Miller

» [1º Ano] DCAT - 1ª aula
Sab Set 19, 2015 2:19 am por James S. Potter

» Atualização de Nome
Sex Set 18, 2015 9:02 pm por Time Turner

» Consultório I
Sex Set 18, 2015 7:08 pm por Alicia Parker

» Plataforma Nove e Três Quartos
Sex Set 18, 2015 6:42 pm por Henry Matthew Dallas

» Sala de Reuniões
Sex Set 18, 2015 4:06 pm por Mia G. Turner

» Sala de Internamento
Qui Set 17, 2015 9:49 pm por Jonathan Crandchamp


Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Hogwarts Castle em Sex Fev 27, 2015 6:15 pm



Cela Subterrânea de segurança máxima #1




Se as celas de segurança máxima já são bem temidas, então que ficam no subterraneo ainda o são mais. Estas estão reservadas para aqueles bruxos que foram condenados por toda a vida, com crimes tão horrendos que muitos são imagináveis. Morte e abuso de crianças. Assassinos em serie. Uso de magia negra. Violadores. Antigos bruxos ligados à tirania de Lord Voldemort. Terroistas.
As mentes diabólicas desfrutam das celas subterrâneas, as mais temidas e até mesmo comparadas às famosas "solitárias" usadas para castigar os detentos que abusam da ousadia ao serem desordeiros, mas principalmente aprisionar aqueles, cujos crimes são de alto teor brutal, muitos bruxos relataram preferir um beijo do Dementador ao ter que passar um dia que seja em alguma dessas celas. Encontra-se neste lugar os criminosos de alta periculosidade e aqueles cujas faculdades mentais os levaram a extrema loucura. O frio é um termo razoável para descrever o clima, as temperaturas extramente baixas não permitem a movimentação de seus hóspedes que buscam um pingo de esperança quando se trata de sobreviver. O subterrâneo é temido em Azkaban não somente pelo frio, mas pelo motivo mais óbvio, são as celas que estão cercadas pelas águas furiosas do mar que banha a grande fortaleza, e qualquer tentativa de fuga pode acabar em uma drástica tragédia. Sua tonalidade negra quase não permite identificar os prisioneiros, não há janelas e nem mesmo as chamas sobrevivem ali por muito tempo, ar congelante castiga tudo que ali se encontra. Até mesmo os aurores temem o lugar, pois muitos afirmam terem mudado drasticamente após algumas horas no local. Há feitiços de proteção com a missão de se livrar de qualquer som e troca de informações, os banidos ali estão obrigados a desfrutarem apenas de uma companhia, a solidão.




avatar
Sobre mim

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário http://protegohorribilis-hp.forumeiros.com
Administração

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Mia Wolves em Seg Set 14, 2015 3:11 pm


ALONE
Abria os olhos novamente sentindo o frio mortal que percorria o chão de minha cela, enquanto o vento invadia os finos trapos de minhas vestes fazendo cada parte do meu corpo se arrepiar, eu tinha feito de novo, dormi com a cabeça apoiada na parede da cela enquanto estava desenhando alguma coisa com os finos cacos de carvão e poeira que jaziam no chão do lugar, não conseguia ver quase nada do desenho apenas as partes em vermelho as quais grafei com meu próprio sangue depois de morder a ponta dos meus dedos que me eram como pequenos e delicados lápis de cor.

Estava dolorida, minhas mãos geladas, os pés ainda mais, abracei à mim mesmo enquanto outra rajada de ar frio me invadia de baixo pra cima fazendo-me cócegas, sorri à tempos não sentia isso, tudo era tão quieto, sombrio naquele lugar, eu não tinha como identificar se era dia ou noite, mas de uma coisa eu sabia, não me deixaria esquecer de quanto tempo eu estava presa ali, eu desenhava na parede todas as noites pequenas riscas as quais periodicamente eu contava quando me sentia entediada, dias e mais dias iam se passando e havia um bom tempo desde que recebi a última visita de um dementador, estava ficando com saudades, aquilo era tão quieto e solitário que quando eu era visitada por algum deles sorria e me alegrava mesmo que o pavor tomasse conta de cada parte de meu corpo e eu tremesse mais do que apenas pelo frio.

Senti calor em meu rosto e me assustei, dei um pulo e caí pra trás sentindo o ar gélido me envolver, me encolhi completamente outra vez, me mexer muito ali era mais horripilante que qualquer outra sensação que eu poderia sentir, era muito frio, eu congelaria se fizesse isso de novo, voltei minha atenção tocando meu rosto vendo que era uma lágrima, também fazia muito tempo que nenhuma brotava de meus olhos, fiquei maravilhada meus olhos brilhavam de emoção e logo verteram mais duas aquecendo um pouco meu rosto que no instante seguinte sentia dor como se o frio da cela congelasse a água que passava em meu rosto, mordi o lábio inferior segurando as demais para não começar à chorar copiosamente, voltei para a parede cuidadosa para não deixar o vento me atormentar com seu gélido ar e toquei meu desenho, completando-o agora com a lágrima dando um tom mais vivo á uma pintura de nossa família feliz, Marge, Theo, Papai, Mamãe e eu isolada na ponta, sozinha como sempre.

Acabei por morde tão forte o lábio que o mesmo verteu um fio de sangue escorrendo pelo queixo e passando pelo meu pescoço, sujei as pontas dos dedos já feridos no mesmo e caminhei até a outra parede fazendo uma nova risca em meio à tantas outras de cores diferentes, algumas marcas de unhas, outras carvão, outras lágrimas, todas coloridas à sua maneira e essa por sua vez era sangue

- 3651... - sorri, era hora de voltar ao outro lado da cela e colorir o desenho, agora de vermelho.
avatar
Sobre mim
Nome Completo : Mia Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Prisioneiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Theodor Wolves em Qui Set 17, 2015 2:48 am

Yeah he found a six shooter gun
In his dad's closet in a box of fun things
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet

Existia uma grande preparação ao se visitar alguém em Askaban, pediram para que eu vestisse uma calça e camisa especial de cor branca e sem bolsos, eles checaram os pertences que levava comigo e em seguida fui acompanhado por um Auror até as celas, foram vários pavimentos até chegar às celas subterrâneas de segurança máxima.
Por Merlin o que eu estava fazendo ali?! O lugar era muito deprimente, frio e sombrio, a solidão daquele lugar poderia enlouquecer qualquer um... Perguntava o que minha irmã fizera para estar ali, há anos não a via e agora estava visitando-a em uma prisão de segurança máxima. O Auror me conduziu até uma porta metálica reforçada, minhas mãos suavam compulsivamente, o que eu falaria para a garota, oi, como vai você?! Pus a mão na testa e um semblante de preocupação se formou em meu rosto, tentava organizar minhas ideias.
O Auror bateu na porta com um porrete e destravou uma pequena abertura para que minha voz pudesse fluir para cela – Mia Wolves, você tem visita! – falou o homem através da abertura, em seguida me encarou – Seja breve... – assenti com a cabeça e me aproximei um tanto inseguro. – Olá Mia, sou eu Theo, seu irmão... Trouxe um agrado para você! – passei um agasalho pela pequena abertura – Costuma ser muito frio por aqui, quero que fique aquecida. – suspirei e continuei a falar minha voz vez ou outra falhava – Bem... Faz um tempinho que não nos falamos... Desculpa minha irmã! Mas saiba que estou aqui para cuidar de você – De repente o silencio tomou a área das celas, minha respiração estava pesada, temia o que ela me responderia, qual seria sua reação, ela ficaria contente com a minha presença?!  
 

Thanks Tess


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Theodor Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Presidente do STB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Mia Wolves em Sex Set 18, 2015 5:27 am


ALONE
Enquanto em meu vagos devaneios naquela cela, ouvia meu nome ser chamado, pensei em não responder, afinal eu sempre ouvia alguém me chamar, mas pregavam peças em mim, me chamava e saíam correndo, atravessavam a porta da cela e eu sempre ia e dava um encontrão ou na parede ou na porta perseguindo a voz que sumia e me deixava sozinha durante dias, ignoraria dessa vez, estava cansada de ser feita de boba por aquelas vozes travessas, continuaria ali parada de frente para a parede à admirar o desenho, minha tinta natural já tinha secado deixando apenas um fio vermelho por meu pescoço.

Ouvi agora outra voz, era um pouco familiar, mas da última vez que ouvi aquela voz era muito mais fina e um pouco mais confiante do que agora, olharia para trás, eu tinha certeza que tinha ouvido o nome "Theo", arregalei os olhos em resposta enquanto tentava assimilar uma coisa à outra, meu irmão Theodor estava ali? Mas como? Por que ele veio? Ele ainda se importava comigo? Fiquei confusa por alguns instantes.

- Você não é o Theo! Está tentando me enganar. - disse ainda de costas quando ouvi algo parecer passar pela fresta da cela, ele estava colocando alguma coisa lá dentro e passou à dizer que era um casaco, um agasalho, algo pra eu me aquecer, imediatamente levantei e corri até a porta à toda velocidade agarrando o agasalho e me cobrindo com ele, fazendo um grande estrondo ao tropeçar e cair atingindo a porta de metal do lugar e logo levantando-me e colocando os olhos na fresta de luz para ver quem era, agora era certeza que eu tinha mesmo recebido visita de alguém.

- Não pode ser o Theo... Theo é um menino, você é um homem, está tentando me enganar. - disse um tanto transtornada ao ver aquele homem diante da porta, me lembrei que o tempo devia ter passado e o menino Theo com certeza agora era um homem, afinal a última vez que o vi eu só tinha 4 anos, ele cresceu nesse meio tempo, com certeza cresceu, era natural, dei uma nova olhada nele enquanto ele continuava à falar algo sobre ter vindo cuidar de mim, sua fisionomia havia mudado bastante, mas eu reconhecia alguns traços de meu irmão Theodor naquele homem, mas ainda não estava muito convencida de que era realmente ele. - Se é o Theo de verdade... Por que nunca respondeu minhas cartas? Ein? Ein? Ein? Ein? Ein? E se realmente é ele, porque decidiu se importar comigo agora? Ein? Ein? Ein? Ein? Ein? Ein?- eu perguntava sem parar, estava curiosa, precisava que ele me desse uma resposta plausível, estava aflita, mas tentava manter a calma, se ele se assustasse poderia acabar nunca mais surgindo ou vindo me ver, eu não queria mais ficar sozinha, essa foi a primeira visita que recebi desde que cheguei aqui.

Mantinha meus olhos na fresta da porta encarando-o curiosa, respirava fundo enquanto aguardava suas respostas, minhas mãos suavam, meus pés também, enquanto eu me embrulhava no agasalho que eu havia acabado de ganhar, estava com o corpo todo arrepiado de frio e abraçava e me esfregava no tecido daquele casaco para me aquecer o mais rápido o possível, ainda assim mantinha meus olhos nele, fitando-o nos olhos queria respostas e estava ficando cada vez mais ansiosa.

avatar
Sobre mim
Nome Completo : Mia Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Prisioneiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Theodor Wolves em Sex Set 18, 2015 12:15 pm

Yeah he found a six shooter gun
In his dad's closet in a box of fun things
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet

Respirei fundo e encostei-me à porta, a última vez que a vi ela tinha apenas quatro anos e desde então havia renegado não só ela como toda minha família, na época respirar o mesmo ar que meu pai Yerik me causava extremo desconforto. Passei a estudar em Hogwarts e depois fui transferido para Durmstrang, aos treze anos eu já me considerava independente. Foi tanto egoísmo de minha parte, que em nem um momento olhei para trás vendo o que deixei, não ajudei minha irmã que agora estava em uma solitária, suas cartas sempre foram ignoradas com o passar dos anos, eu como diplomata nem se quer fui cortês com aquela de meu próprio sangue... Falhei! – Eu cometi um grande erro, Mimi, deveria ter estado ao seu lado o tempo todo, ter te ajudado... Espero que possa me perdoar!
Dirigi meus olhos azuis para dentro da cela, estava escura, mas pude ver o estado lamentoso em que ela se encontrava, uma linha rubra manchava seu pescoço talvez fosse sangue ressecado, não pude conter uma lágrima. – Me importo contigo por que te amo...  – embora crescida ela tivesse a mesma personalidade infantil da garotinha que deixara há anos atrás, inquieta, curiosa, ansiosa... Tudo que podia enxergar era a menininha, vestindo um vestido amarelo bebê enquanto acenava para mim pela ultima vez em quanto entrava no trem da estação nove três quartos, aquela memória estava fresca em minha mente e uma nostalgia me consumia. Voltei meu olhar para o Auror. – O que ela fez? Responda-me, por favor! -  o guarda deu de ombros, nem mesmo ele sabia os atos de minha irmã, talvez ele estivesse compadecido com aquele reencontro, pois se distancio um pouco e decidiu me esperar no corredor ao lado.
Me sentei contra a porta no chão frio e coloquei a mão na cabeça, escondendo a face enrubescida marcada por fios de lágrimas – A que ponto chegamos...
 

Thanks Tess


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Theodor Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Presidente do STB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Mia Wolves em Sex Set 18, 2015 2:25 pm


ALONE
Ele estava... Se desculpando? Estava mesmo se desculpando? Tinha algo errado, estava desconfiada, não sabia se devia ou não confiar nele, afinal sendo ele Theodor, ele nunca tinha retornado minhas cartas, tinha perdido todo o contato com ele e principalmente no momento mais difícil da minha vida ele tinha sumido, ele nunca esteve lá, Margot foi quem cuidou de mim, me protegeu e me livrou de todos os meus problemas, por isso, exatamente por esse motivo eu tinha que continuar tendo fé nela, ela sabia o que estava fazendo quando disse pra eu me entregar, então foi o que eu fiz, ela viria me salvar, eu sei que viria.

Fiquei muda enquanto o ouvia tentando se aproximar de mim, ele olhou pelo vão da cela, me assustei vendo seus olhos e senti vergonha, por um instante, fazia anos que eu não sentia isso, mas imaginei que meu estado fosse lamentável, me embrulhei no agasalho e notei que ele mirava meu pescoço com o olhar, passei a mão correndo por ali tentando limpar o sangue ressecado, mas sem muito sucesso, franzi a testa encarando-o, fechei o semblante, tinha que parecer durona, mas não acreditei nem por um segundo que ele ficaria intimidado. Ele queria alguma coisa, só podia ser isso, realmente era Theo, mas era provável que ele tivesse segundas intenções, será que ele se lembrava que eu era a escolhida para guardar os "segredos"? Se ele se lembrava era esse então o motivo de ele estar ali, não podia confiar nele, não podia confiar em ninguém.

Ele conversava com o Auror, meu carcereiro, aproximei-me da porta outra vez ficando colada na mesma, sentindo o metal frio incomodar um pouco meu corpo enquanto eu ouvia sua voz e sua pergunta, ele ainda não sabia, já tinha se passado tanto tempo e ele ainda não sabia por qual motivo eu havia sido condenada? Que tristeza, meu irmão que até então aparecia se compadecendo de mim agora perguntava à um simples carcereiro o motivo de eu estar presa, ele realmente não sabia, isso significava que não foi interesse, ele não fazia ideia, meus lábios tremeram e minha respiração começou à alterar, ele estava preocupado comigo, era real, porém tudo isso mudaria quando ele descobrisse o motivo de eu estar ali.

- Quer mesmo saber... Theo... Quer mesmo saber o que me trouxe aqui? - minha voz saiu mais fria, mais séria, não tinha porque continuar fingindo-me de criança, eu estava aflita, estava um pouco receosa, mas falei de forma séria enquanto minha voz parecia um tanto sinistra, ele com certeza estranharia, talvez nunca mais olhasse em minha face outra vez, mas ele tinha que saber. - Acha mesmo que aguenta a verdade? - ri baixo num tom levemente rouco e mais sinistro ainda do que minhas palavras.
avatar
Sobre mim
Nome Completo : Mia Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Prisioneiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Theodor Wolves em Sex Set 18, 2015 7:09 pm

Yeah he found a six shooter gun
In his dad's closet in a box of fun things
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet

Mia me alvejou de indagações, temia que seu segredo envolvesse meu pai... - Quer mesmo saber... Theo... Quer mesmo saber o que me trouxe aqui? Acha mesmo que aguenta a verdade? – ela parecia estar alterada, aliás, ela estava... Senti que o segredo incomodava mais a ela do que a qualquer outro, como uma bomba de pavio curto, estava esperando apenas uma deixa para explodir e possivelmente a minha afirmação para sua pergunta seria a deixa ideal. Mia claramente não estava sã, sua estadia em Azkaban talvez tenha mexido com sua psique, ou talvez isso tivesse ocorrido antes, se fosse obra da Margot jamais a perdoaria.

Coloquei minhas mãos no pequeno orifício da porta tentando alcançar seu rosto. – Calma criança, não se desespere, estou aqui para te ajudar... Vou tentar te tirar daqui, mas preciso que seja honesta comigo.  – tentei acariciar seu rosto conforta-la – Sei que não é um perigo para ninguém, está apenas confusa. – respirei e continuei a falar – Chamei uma antiga amiga de colégio, ela vai escrever um pouco sobre você Mimi, mostrar aos outros a visão que eu tenho da minha irmã... Isso vai te ajudar no tribunal e com certeza sua pena será reduzida...


Thanks Tess


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Theodor Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Presidente do STB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Mia Wolves em Sab Set 19, 2015 5:18 am


ALONE
Ele foi imprudente, a luz sumiu ligeiramente eu não entendi muito bem, só me dei conta quando senti suas mãos tocando meu rosto, tremi, há anos não sentia calor humano, dei um pequeno pulo um tanto arisca a seu toque, estava assustada, com medo, porém o toque dele era quente e me trazia uma sensação boa, agarrei suas mãos esfregando meu rosto nelas sentindo o calor do toque dele de modo como se eu nunca mais pudesse sentir aquilo na vida, cheirei suas mãos e olhei novamente para a fresta sem enxergar nada além das mãos que agora eu segurava e aninhava a cabeça nelas.

Ele tentava me confortar com suas palavras, mas disse algo sobre honestidade, meus olhos novamente ficaram frios e encarei o vão da porta franzindo a testa, me irritei, senti que ele estava só querendo colher informação, era isso que ele queria, pra isso mandaria a amiga vir atrás de mim, ele estava mentindo, eu sabia que estava, eu tinha certeza, ele só podia estar mentindo pra mim, Theo nunca ligou pra mim, porque ligaria agora de repente? Estava desconfiada e irada, tanto que mordi sua mão direita com força, uma mordida violenta forte o bastante para sentir o gosto do sangue invadindo minha boca enquanto eu o mordia e me lambuzava com seu sangue antes de saltar e tomar distância dele que aparentemente tinha enroscado as mãos no vão da porta.

- Mentira!! Você mente! Quer alguma coisa de mim! Por isso veio até aqui! Por isso! Você não me ama! Você é igual ao Papai e à Mamãe! - disse enfurecida, as lágrimas começavam á brotar, sentia o calor delas se tornar gélido e logo começava à chorar, estava aflita, com medo, insegura, estava furiosa também, mas acima de tudo, tinha me arrependido de tê-lo mordido e corri novamente pegando suas mãos e lambendo as feridas ensanguentadas, era minha culpa sua mão estar machucada agora, era tudo culpa minha, precisava reparar meu erro, mas não sabia como fazer isso. - Desculpa! Desculpa! Desculpa! Desculpa! Desculpa! Desculpa! Desculpa! Desculpa! Desculpa! Desculpa! - eu não conseguia parar de pedir desculpas enquanto acabava sujando cada vez mais as mãos dele com minhas lágrimas, saliva e ao tocar suas mãos em meu rosto no desespero de ele tirá-las dali e me deixar sozinha outra vez, esfregava o rosto contra a mão ensanguentada dele sujando meu rosto com seu sangue ao mesmo tempo em que chorava copiosamente.

- Foram 3651 dias Theo... Ninguém veio me ver até agora... Marg nunca veio, ela disse que viria, que ficaria tudo bem se eu me entregasse, ela prometeu... - disse enquanto chorava descontroladamente apertando suas mãos com força, não o bastante para machucá-lo, mas a ferida que parava de sangrar voltava à sangrar conforme eu apertava suas mãos, me sujando ainda mais com aquela coloração vermelha e eu olhava para a pequena abertura na porta ainda desconsolada, queria abraçá-lo, queria me sentir segura, mas era impossível, além disso, o que me garantia que ele era sincero? Que não estava tentando me usar pra alcançar algum objetivo?
avatar
Sobre mim
Nome Completo : Mia Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Prisioneiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Theodor Wolves em Qua Set 23, 2015 6:38 pm

Yeah he found a six shooter gun
In his dad's closet in a box of fun things
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet

Sua personalidade estava irreconhecível, havia um grande estrago em sua mente, culpa... Suportei a dor de sua mordida sem emitir ao menos um único gemido, sabia que era uma forma dela se defender, estava claro que minha irmã guardava um segredo literalmente com unhas e dentes. Em meu campo de trabalho já havia visto aquele perfil mental e eram dos piores assassinos, geralmente psicopatas ou até mesmo que mataram por indução de alguém. As mentes tornam-se confusas, inseguras e sem dúvidas, volúveis.  A psique de minha irmãzinha passava por um momento maníaco, caracterizado por crises de humor, havia estudado de perto pessoas com aquele caráter emocional e eles possuíam um forte teor de bipolaridade.

Não consegui para de me culpar por nenhum segundo, se eu tivesse sido um irmão presente evitaria tudo aquilo, tudo! Suas desculpas martelavam em minha cabeça, eu que tinha que me desculpar e não ela, fiquei em extremo silêncio, temia que ter chamado a colunista para escrever sobre minha irmã não tenha sido uma boa ideia. Deveria tratar dela com um psicólogo ou até mesmo um psiquiatra que amenizasse seus devaneios e trocas de humor repentino... Mas o que eu estava pensando, eu mesmo não estava a dar um voto de confiança no sangue de meu sangue!

- Foram 3651 dias Theo... Ninguém veio me ver até agora... – Qual seria plano da Margot? Se livrar de nossa irmã?! Até onde eu soubesse não tínhamos herança alguma de nossos pais, por que descartar a Mimi assim? Será que minha irmã mais velha realmente pretendia ajudar a pequena Wolves e eu fizera um juízo de valor errado sobre ela?

Azkabam era tão doentia que podia afetar até uma mente preparada para lidar diariamente com as situações mais incomuns, meus julgamentos sempre concisos e racionais agora não passavam de um mero vestígio do que fora antes, não era de surpreender que até os comensais mais calculistas se tornassem loucos após serem presos naquelas celas. Tirei devagarinho minhas mãos do vão. Sentei-me junto à porta e as pus na cabeça, acabei me lambuzando de sangue, mas nem parei para rever aquela situação, meus pensamentos trabalhavam como um conjunto de engrenagens tentando criar um foco, uma linha de raciocínio, aquele tempo também seria crucial para que pudesse suprimir todo o estado emocional da pequena Mia. Permaneci em silêncio absoluto.


Thanks Tess


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Theodor Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Presidente do STB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Silver Stroup em Qui Set 24, 2015 4:28 pm

Trabalho

And I'm gonna show you what's really crazy. You should've known better than to mess with me harder.

IL PROLOGO

S
ilver havia saído do Profeta Diário carregando a maleta com alguns pertences e três comensais, a maleta negra estava um pouco pesada, mas não a somatória do peso dos três indivíduos o feitiço fazia com que os pesos ficassem proporcionalmente ao objeto. Chegando á temível Azkaban ela estremeceu, os olhos percorria todo o prédio e seus arredores, estava no meio do nada rodeada por dementadores e ela sabia que já fez muita coisa que a colocaria direto atrás de uma dessas grades.  O devaneio de Silver acabou quando o guarda que estava no portão autorizava sua entrada. “ Como aqui é tão sem vida.” O silêncio dominava o Hall de entrada e havia várias salas em anexo, o guarda que a acompanhava a levou para uma das salas e fechou a porta, ela olhou desconfiada para ele e depositou a maleta no chão ao lado de uma mesa.


- A Srª. Foi autorizada para fazer uma entrevista com uma de nossas hospedes, porém não está fora do protocolo de segurança. Ele apontou para um montinho de roupa branca que estava em cima da mesa. – É necessário que vista essa vestimenta. Apontou agora para uma caixa porta varinha e outra caixa. – Aqui a Srª irá depositar a sua varinha e nessa outra caixa seus outros pertences. Silver olhou assustada, sabia que tinha que dar um jeito de entrar com a maleta, senão o plano ia ser um fiasco e ela pagaria por isso.  – Entrarei sem proteção alguma e sem a minha varinha? Ela tinha ouvido falar que era quase impossível invadir Azkaban , mas não achava que fosse tanto assim. – Srª onde irá entrar encontrará indivíduos nas mesmas condições e estaremos juntos com a Srª e o Sr. Wolves que já se encontra no local. “ Pelo menos não terei que esperá-lo”


Ela então se afasta da mesa dizendo :   - Está bem e pelo visto você vai ficar olhando eu me despir não é? Ela da um sorriso torto enquanto o guarda confirma com a cabeça. O Show estava armado, ela faria o que sabia de melhor “ Seduzir” começou abrindo os botões do terninho formal que estava vestindo, lentamente e quando chegou ao último botão olhou para o guarda em silêncio, por sua vez ele estava fazendo o seu trabalho e observando tudo. Ela depositou em cima da mesa o seu blazer, ergueu delicadamente a blusinha que vestia por baixo, deixando à mostra a barriga definida, novamente ela olhou para o guarda que agora engolia a seco. “Está dando certo, aposto que raramente uma mulher vem fazer visitas por aqui” ela completou de tirar a camisa deixando a mostra o sutiã vermelho sangue cheio de renda e o seu grandioso decote,  abriu o zíper lateral da saia e deslizou ela pelas curvas e jogou no chão, estava agora somente de calcinha e sutiã. – Precisa que eu me vire ou algo assim? Ele somente balançou a cabeça negativamente, ela então sorri satisfeita, coloca a roupa branca muito de larga e de mal gosto, mas já havia feito o que queria o guarda estava visualizando em sua mente a imagem de semi nua.


Então ela abaixa e para pegar a maleta abre e discretamente ela fala dentro da maleta:  - Segurem-se.  Ela colocou a maleta em cima da mesa, e começou a tirar algumas coisas de La, tirou a sua varinha e depositou no local indicado, tirou um espelho e batom e colocou em outra caixa, tirou um bloco de pergaminho e uma pena de cópia rápida e colocou no outro canto da mesa: - Isso eu preciso levar. Ele confirmou com a cabeça, não haveria entrevista sem as anotações ao final ela pegou a maleta e com cuidado abriu ela e virou de ponta cabeça. “Tomara que eles tenham se segurado.” O mais rápido possível ela desvirou a maleta e depositou sobre a mesa novamente. “ Desculpa pessoal, mas tinha que ser feito”  Colocou os pergaminhos e a pena novamente dentro dela e antes que o guarda falasse alguma coisa Silver caminhou em direção a ele e disse: - Gostou do que viu a pouco?  Antes dele ter alguma reação Silver saiu porta a fora.

Em todo o caminho para a cela subterrânea, Silver viu o guarda a olhar de cima a baixo “ O que ele está tanto imaginando?” O lugar era obscuro pelo lado de fora, por dentro a vida era cinza, o ar pesado e a tristeza rodeava o lugar, nem o quartel era tão Seco e Vazio assim, o frio aumentava conforme iam descendo o elevador.  Chegaram no último andar o guarda fez sinal e disse: - Você fica aqui, é logo após o portão. Silver saiu do elevador e o guarda deu um sorriso para ela.

Ela caminhou por um longo corredor gelado e vazio até o grande portão,deixou a maleta no chão antes de passar pelo portão, assim quando saíssem da maleta não veriam do lado de dentro pegou os apetrechos para a entrevista e seguiu, quando atravessou o portão deu de cara com o Theo sentado ao chão com a mão na cabeça, parecia desespero com uma tristeza profunda, o Auror que acompanhava um pouco de longe cumprimentou Silver com um olhar ela retribuiu, voltou-se para Theo e abaixou- se ao seu lado colocando a mão sobre o ombro dele. – Está tudo bem? O que aconteceu? Perguntou ela sobre o sangue todo que escorria pelo braço.









avatar
Sobre mim
Nome Completo : Silver Strou

Perfil Bruxo
Ano Escolar: Completo
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Colonista no Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Theodor Wolves em Qui Set 24, 2015 5:36 pm

Yeah he found a six shooter gun
In his dad's closet in a box of fun things
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet

  – Está tudo bem? O que aconteceu? – A voz feminina cheia de libido e fulgor ecoou pelo pavimento, levei exatos quinze segundos para me recompor. Levantei-me sério e centrado, não cheguei a ficar apático muito menos deixei que minha tristeza transparecesse, era um semblante neutro e estático, sem sorrisos nem rugas de lamentações. – Senhorita Stroup, fico feliz que tenha atendido meu pedido, sei o quão difícil se torna entrevistar alguém nas condições impostas por Azkaban, então desde já peço perdão. - a mulher carregava apenas um bloquinho de anotações e uma pena, ela estava um tanto desconcertada com as roupas impostas pelos guarda, mas não era de se admirar uma pessoa tão apelativa como a Silver se sentir desconfortável naquelas condições.

Apartei a mão da mulher como cordialidade, e espiei pelo vão para ver como minha irmã se comportava, temia que ela ficasse alterada ao perceber a presença da jornalista. – Minha querida, peço a ti um pouco de paciência, foram 3651 dias que a jovem Wolves passou confinada nessas instalações, logo ela não está em seu melhor temperamento. – olhei novamente pelo vão tudo que eu esperava é que ela colaborasse que a mordida em minha mão fosse seu último deslize e que tratasse a colunista como uma pessoa sobrea e respeitosa faria. – Não quero que pergunte nada sobre seu passado, relate suas mudanças e suas expectativas ao sair de Askaban, quero que mostre que ela está tentando se reintegrar a sociedade bruxa... – fui o mais conciso que pude a falar com a Silver, sem tentar manipular seu trabalho, embora uma pergunta errada e todo aquele esforço iria por água a baixo.


Thanks Tess


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Theodor Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Presidente do STB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Mia Wolves em Qui Set 24, 2015 6:03 pm


ALONE
Estranhamente ele não gritou quando o mordi, não me repreendeu, não entendi suas reações era difícil ver o rosto dele e logo ele tirou a mão de dentro da cela com cuidado enquanto eu soluçava segurando o choro, e me calando em seguida. Eu estava assustada, minha respiração descompassada, era uma mistura de tristeza, ódio e medo que eu nunca senti antes. Não demorou muito para eu ouvir vozes do lado de fora, uma mulher, eu tinha certeza disso. Imediatamente colei o ouvido na porta tentando entender sobre o que conversavam "Marg?" pensei de início, mas não era sua voz, eu reconheceria a voz de Margot em qualquer lugar do mundo mesmo que eu estivesse presa e sem ouvi-la por 100 anos, era a voz mais familiar da qual eu me lembrava.

Minha inquietação só aumentava enquanto ouvi Theodor e a mulher misteriosa conversando, tanto que coloquei os olhos no vão da porta tentando ver alguma coisa. Foi aí que meus curiosos olhos deram de cara com os de Theodor e eu levei um susto, pulei pra trás fechei os olhos e cobri o rosto com as mãos tentando me esconder dele, eu estava horrível, meu rosto devia estar cheio de sangue sem contar meu cabelos que provavelmente compartilhavam do tom avermelhado que fiz brotar da mão de meu irmão.

- Para de olhar! - gritei de forma timida enquanto ainda ouvia sua voz falando com a mulher algo sobre ter paciência comigo, afinal ele estava me arrumando uma babá? Foi aí que me toquei, essa era a tal amiga que ele tinha mencionado a jornalista. Minha atitude mudou, voltei à agressividade e olhei para ele novamente irritada indo contra a porta e me projetando contra ela encarando-o olho no olho, bati com força na porta de metal e a arranhei ferindo um pouco os dedos, minha fúria tinha se acendido. Ele queria me usar para obter alguma informação, era certeza, sabia que desde o início era tudo uma encenação, mas não disse mais nada. Esperaria a jornalista entrar ou me dar a breve oportunidade, eu iria agarrá-la e mordê-la, ninguém mais abusaria de mim, ninguém!
avatar
Sobre mim
Nome Completo : Mia Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Prisioneiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Silver Stroup em Sex Set 25, 2015 5:56 pm

Trabalho

And I'm gonna show you what's really crazy. You should've known better than to mess with me harder.

IL PROLOGO

S
ilver estava realmente desconfortável com aquela vestimenta branca, isso deixava todos muito pálidos Theo que estava entrando em um poço de triste parecia até doente, tudo que ela conseguia pensar era na hora do temível ataque e esperava que tudo desse certo pois não só a liberdade estava em jogo, mas sim todo um jogo do lado negro. Um  erro sequer e ela teria que pagar caro.  – Combinado Sr. Wolves, farei o que for possível para ajudar. Estava na cara que ele queria o melhor para sua irmã, mas o que ele não podia imaginar é que ela sairia dali mais cedo do que ele imaginaria.
 
Silver deu um passo para o lado e viu a garota pelo vão ela estava um tanto eufórica, nervosa, balbuciando algumas palavras na qual Silver não conseguiu entender, Mia era muito bonita, mas estava judiada, estava suja de sangue parecia ter sido o motivo do sangue escorrendo pelo braço de Theo. “ Eu vou ter que entrar ai com essa maluca?  Vou sim ... Vai Silver tens que ajudar no plano” Silver esperou a garota encará-la e abriu um sorriso simpático. – Olá você é a famosa Mia Wolves? Não sabe o quanto eu queria te conhecer! Começou a conversa com elogios, mas sabia que para ter a confiança de Mia seria mais complexo. – Eu sou a Silver, jornalista do Profeta Diário e estamos aqui para ajudá-la. Silver olhou para Theo e obteve a aprovação que desejava.  - Não precisa ficar nervosa com a minha presença, estou aqui somente para te conhecer melhor, afinal quando sair daqui você vai precisar de amigos. O tom de voz de Silver se tornara suave e confiante, teria que ter paciência e esperar o momento certo para entrar na cela.
 
- Está tão desconfortável conversar assim Mia eu posso entrar? Silver apoiou a mão na grade que separava as duas e rezou para que a garota não a atacasse.








avatar
Sobre mim
Nome Completo : Silver Strou

Perfil Bruxo
Ano Escolar: Completo
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Colonista no Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Mia Wolves em Sex Set 25, 2015 7:36 pm


ALONE
Ela conversava algo com Theo que eu não escutava, estava ficando cada vez mais agitada e batia na porta com força

- Falem mais alto não consigo ouvir o que estão tramando contra mim! - gritei, mas acho que eles não me ouviram, se ouviram simplesmente me ignoraram, o que me deixou ainda mais revoltada, mas parei de fazer barulho, me assustei com os olhos dela que agora estavam sobre mim pelo mesmo vão que Theo ficava me espiando. Algumas espécies de animais costumam mostrar os dentes quando se sentem ameaçados, talvez ela entendesse se eu fizesse isso, então foi o que fiz. Comecei à rosnar para ela enquanto ela falava coisas sobre mim, me chamou de famosa, fiquei curiosa, parei. - Eu famosa? Como as atrizes da TV? - perguntei um tanto surpresa, mas logo voltei meu foco novamente ela estava me distraindo, era só um truque, mais um artifício para ela ganhar minha confiança só podia ser.

Ela se apresentava para mim, mostrei a língua, não queria falar com ela, ela era má, com certeza era má, porém Theo estava compactuando com ela, eles estavam juntos queriam extrair algo de mim e eu não deixaria que fizessem isso eu era boa o bastante para omitir informação, fui treinada para isso, ninguém me manipularia mais, eu não era um brinquedo. Corri para o fundo da cela, me escondendo ao ver que ela abriria a porta, estava assustada até ouvir ela dizer a palavra "amigo".

Não disse nada à ela, caminhei me prendendo a parede enquanto via a porta se mover, fechei o semblante estava com medo, mas ainda assim a palavra que ela disse ecoava na minha mente até porque... Eu nunca tive amigos.
avatar
Sobre mim
Nome Completo : Mia Wolves

Perfil Bruxo
Ano Escolar:
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Prisioneiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Mia G. Turner em Sab Set 26, 2015 3:16 am



❝ Amelia Blumm ❞
Avada Kedavra! - E um belo lampejo cor de esmeralda nocauteia o Auror, deixando-o estático no inicio do corredor que levava a cela da senhorita Wolves, meus comparsas saíram na frente em direção a colunista e ao Juiz, carregava a maleta de couro preta que outrora fora meu esconderijo, vestia um vestido negro e escondia a face com uma mascara veneziana, sim o pavimento estava corrompido, ninguém entra e ninguém sai, sem passar por “moi”! Apanhei a varinha do soldado que já estava gélido e pálido, sorri maliciosamente – Estupefaça! – e o indefeso senhor Wolves caiu no chão – Estupefaça! – desta vez a colunista.

Tirei do decote do vestido um frasquinho com o conteúdo vermelho sangue, bastou duas gotas para dissolver todas as dobradiças, ferrolhos e cadeados que prendiam a porta no lugar. Éramos três e na mais nova um feitiço estuporante em trio era a fórmula certo para apaziguar seus ânimos – Estupefaça!
I AM YOUR NIGHTMARE


avatar
Sobre mim
Nome Completo : Amelia Blumm

Perfil Bruxo
Ano Escolar: Completo
Para mais informações
Ver perfil do usuário
Funcionário do Ministério

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cela Subterrânea de segurança máxima #1

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Sobre mim
Para mais informações
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum